https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/issue/feed Revista Sergipana de Saúde Pública 2022-11-10T16:08:17+00:00 Sheilla da Silva Barroso rssp@revistasergipanadesaudepublica.org Open Journal Systems <p class="western" style="line-height: 150%; margin-bottom: 0cm;" align="justify"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Arial, sans-serif;"><span style="font-size: medium;">A Revista Sergipana de Saúde Pública (RSSP) é um periódico vinculado à Escola de Saúde Pública de Sergipe (ESP), de publicação semestral, com difusão técnica e científica de caráter inter e multidisciplinar no campo da Saúde Coletiva, cuja finalidade é publicar trabalhos relevantes para a saúde e suas interfaces. A revista tem acesso aberto, sem custos para submissão ou publicação de artigos, acolhendo submissão de textos durante o ano inteiro.</span></span></span></p> https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/16 IMPLEMENTAÇÃO E VIABILIZAÇÃO DO ACESSO À SAÚDE BUCAL DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO MUNICÍPIO DE JAPOATÃ/SE 2022-07-04T21:22:05+00:00 jouber mateus dos santos aciole jouber_aciole@hotmail.com Gilberth Tadeu dos Santos Aciole gilberthaciole@hotmail.com Renata Hellen Silva Andrade renata5hellen@gmail.com Ana Carla Guedes acarlaguedes@gmail.com Fabrício Eneas fabricioeneas@hotmail.com Laurides Batista Cruz laurides.batista@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever o processo de implementação do acesso aos atendimentos odontológicos à PSR em Japoatã-SE. <strong>Método:</strong> O estudo tem caráter qualitativo, descritivo, com referencial teórico no construcionismo social e na qualificação/interação dos profissionais da Equipe de Saúde da Família (ESF) na implementação deste projeto. Foram utilizadas como etapas de intervenção a capacitação dos profissionais envolvidos na execução do projeto, levantamento cadastral do quantitativo da População em Situação de Rua, ações de promoção e prevenção em saúde bucal fora da Unidade Básica de Saúde, com orientações sobre higiene bucal, confecção e distribuição de material educativo, divulgação das ações em carro de som pelo município, acesso ao tratamento odontológico com agendamento da primeira consulta odontológica programada e a longitudinalidade do cuidado. <strong>Conclusão:</strong> Portando, almejou-se com esse projeto o acesso ao atendimento clínico odontológico a PSR, estreitando vínculo entre a ESF e a PSR, quebrando paradigmas sociais, proporcionando um acolhimento multiprofissional mais humanizado. Fazendo-se necessário fortalecer as equipes de saúde bucal e da Família por meio de educação permanente, de tal modo que o acesso a ações em serviços de saúde bucal para a População em Situação de Rua seja priorizado.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/15 Educação permanente em saúde, uma estratégia para a formação e desenvolvimento para o SUS: Relato sobre o laboratório de inovação da ESP/SE 2022-07-02T05:02:31+00:00 Tania de Jesus tania-sj@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Desenvolver estratégias de Educação Permanente para os trabalhadores da Escola de Saúde Pública de Sergipe. <strong>Método:</strong> O presente relato de experiência aborda sobre o projeto de intervenção desenvolvido no curso de Especialização em Saúde Pública. Fundamentado mediante revisão bibliográfica de temas pertinentes ao objeto de estudo, Educação Permanente; Política Nacional de Educação Permanente; Reforma Sanitária e Metodologias Ativas, visa incidir qualitativamente sobre a prática de profissionais da Escola de Saúde Pública de Sergipe (ESP/SE). Infere-se do diagnóstico que a ESP/SE não possui um quadro próprio de profissionais e, assim, incorporará os funcionários da Fundação. Salienta-se, no entanto, que esse quadro é composto por diversas categorias de formação, o que é favorável, dada a diversidade de conhecimentos que podem ser compartilhados. No entanto, pode contribuir para a falta de alinhamento conceitual-metodológico sobre diversos conceitos. <strong>Conclusão:</strong> Espera-se com esse projeto proporcionar um espaço de discussão e aprendizagem em/sobre Educação Permanente em Saúde (EPS), Metodologias Ativas, Avaliações; Tendências Pedagógicas, como também Novas Tecnologias da Informação; <br />Educação Interprofissional e Educomunicação, visando contribuir para o desenvolvimento profissional dos docentes, facilitadores e técnicos, no sentido de desenvolver competências para a qualificação de seu processo de trabalho, contribuindo assim para uma melhor prestação de serviço pelos profissionais no SUS.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/9 RELATO DE EXPERIÊNCIA: AÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O ENFRENTAMENTO DO SOBREPESO/OBESIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAUDE 2022-06-26T16:52:37+00:00 Cassia Bonfim de Oliveira cassia.nutri6@gmail.com Francilene Amaral da Silva farmsilva@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever como se dará a implementação de um projeto de intervenção que busca realizar ações para o enfrentamento do sobrepeso/ obesidade de usuários residentes em uma área de abrangência de uma equipe de saúde da Atenção Básica do município de Lagarto-SE. <strong>Métodos:</strong> Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência. Será elaborado um projeto intitulado “Vida Saudável”, a ser implantado na comunidade e desenvolvido pelos profissionais da equipe de saúde. Serão inclusos os profissionais que aceitarem participar e os usuários com idade entre 18 e 59 anos. O projeto envolverá três etapas: capacitação dos profissionais, avaliação antropométrica e diagnóstico nutricional dos usuários do Sistema Único de Saúde, e ações de Educação Alimentar e Nutricional. Estas últimas serão realizadas mediante seis encontros presenciais com a equipe e os usuários adultos diagnosticados com sobrepeso/obesidade. <strong>Resultados:</strong> Espera-se que as ações da intervenção contribuam para maior qualificação dos profissionais de saúde, e possam promover melhorias nos hábitos alimentares e no estado nutricional dos usuários. <strong>Conclusão:</strong> Com o projeto poderá ser possível um direcionamento sobre o tema de forma interdisciplinar, diminuição dos custos no tratamento, a redução do sobrepeso/ obesidade e prevenção de doenças associadas. </p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/33 Apresentação 2022-11-10T14:13:25+00:00 Sheilla da Silva Barroso sheilla.funesa@gmail.com Daniele Carvalho Castro daniccastro@hotmail.com <p>Aqui apresentamos a primeira edição da Revista Sergipana de Saúde Pública (RSSP), um periódico técnico-científico para o campo da saúde. ARSSP está vinculada à Escola de Saúde Pública de Sergipe (ESP/SE) e adota escopo direcionado à compreensão das diversas interfaces do campo da Saúde Pública, com a proposta de fomentar e publicar produções advindas das práticas e pesquisas de relevância para o desenvolvimento da Saúde Coletiva, através de artigos de revisão e descrição de experiências inéditos de autores brasileiros. </p> <p>O periódico é semestral e revisado por pares, com Conselho Editorial composto por professores da ESP/SE e de outras instituições de ensino nacionais e internacionais, sanitaristas e técnicos do SUS, além de membros da Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe (SES/SE)</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/32 Editorial 2022-11-10T14:00:10+00:00 Lavínia Aragão Trigo de Loureiro sheilla.funesa@gmail.com <p>É com muita alegria e sentimento de dever cumprido que apresentamos o primeiro volume da nossa Revista Sergipana de Saúde Pública (RSSP). A RSSP é fruto de uma série de investimentos feitos pelo Governo de Sergipe, voltados para o fortalecimento da Política Estadual de Educação Permanente em Saúde. Ela se materializa concomitante à realização de um outro sonho antigo: a formalização da Escola Estadual de Saúde Pública, em 2020, no âmbito da Fundação Estadual de Saúde (FUNESA).<br />Também oportuniza nossa inserção, enquanto instituição voltada para produção e disseminação de saberes, na comunidade científica nacional e internacional, num período em que nunca foi tão necessário o investimento num instrumento capaz de promover reflexão de práticas e acesso livre à produção intelectual, seja ela advinda da comunidade acadêmica local e/ou resultado do trabalho desenvolvido nos diversos cenários de práticas do SUS Sergipe.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/4 COVID-19 NO ESTADO DE SERGIPE: A EVOLUÇÃO EPIDEMIOLÓGICA E O ENFRENTAMENTO DE UMA PANDEMIA 2022-06-23T11:55:43+00:00 Marco Aurélio de Oliveira Góes maogoes@gmail.com Ana Beatriz Lira Souza ana.lira@saude.se.gov.br Cliomar Alves dos Santos cliomarsantos@gmail.com Daniela Cabral Pizzi Teixeira daniela.teixeira@saude.se.gov.br Karoline Santos da Silva karolinesilva.enf@gmail.com Carolay Nascimento Cerqueira marco.goes@saude.se.gov.br Daya Devi Souza de Oliveira daya_devi@hotmail.com Vitória de Jesus Menezes notifica@saude.se.gov.br Mércia Simone Feitosa de Souza feitosams@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever, de forma retrospectiva, a evolução epidemiológica dos casos e os óbitos relacionados à epidemia de Covid-19 no estado de Sergipe, desde a data do primeiro registro, até registros disponíveis em 31 de maio de 2022, assim como as principais ações de enfrentamento realizadas. <strong>Métodos:</strong> Trata-se&nbsp;de um estudo descritivo realizado com a base estadual de registro dos casos e óbitos por Covid-19, dos resultados de sequenciamento genômico do SARS-CoV-2, além da avaliação das coberturas vacinais contra Covid-19. Foram&nbsp;calculadas as taxas de incidência, mortalidade e letalidade acumulada no período, distribuindo-se espacialmente no território sergipano. Para a descrição das principais ações de enfrentamento foi realizado busca de notícias e documentos oficiais. <strong>Resultados:</strong> Foram registrados 327.458 casos de Covid-19, tendo 6.348 evoluído para óbito, no período entre março de 2020 e maio de 2022. Foram observadas três grandes ondas, tendo as primeiras, letalidade mais alta (2,27% e 2,32%, respectivamente) do que a terceira (0,57%) corroborando a detecção de circulação das variantes de preocupação no território. A taxa de incidência e letalidade chegaram a 14.002,1 e 271,5 por 100 mil habitantes, respectivamente, verificando distribuição heterogênea no território. A cobertura vacinal com esquema básico completo foi de 83,8% para a população de 5 anos e mais. <strong>Conclusões:</strong> Os dados demonstram a magnitude da Covid-19 no estado, além de permitir o entendimento histórico da sua evolução epidemiológica.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/17 EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM NO ESTADO DE SERGIPE: ANÁLISE DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 2022-07-18T14:46:45+00:00 Tais Azevedo dos Santos azevedo_tais@hotmail.com Marcio Lemos marcio.eesp@gmail.com Viviane Silva Rocha vivianerocha_@outlook.com <p><strong>Objetivo:</strong> Analisar o processo de formação em Enfermagem, com ênfase no Estágio Curricular Supervisionado à luz das Diretrizes Curriculares Nacionais. <strong>Método:</strong> Estudo de caráter exploratório e abordagem quantitativa a partir da aplicação de questionários com discentes de uma Instituição de Ensino Superior do Estado referente às principais competências e habilidades desenvolvidas pelos mesmos nas práticas deste estágio, bem como sua percepção quanto ao processo educativo vivenciado. <strong>Resultados:</strong> Identificou-se que o Estágio Curricular Supervisionado contribuiu de forma significativa para o desenvolvimento das competências preconizadas pelas Diretrizes Curriculares. Na percepção <br />dos discentes, as 6 competências centrais a serem desenvolvidas durante o estágio contribuíram para prepará-los para o exercício profissional: Atenção à Saúde (98%); Tomada de Decisões (93%); Comunicação (92%); Gestão (90,20%); Educação Permanente (87,40%) e Liderança (86,30%). Em relação à aptidão para o desenvolvimento destas competências no mundo do trabalho, identificou-se que 33% se consideram muito apto para a competência de comunicação, 78,6% consideram-se aptos para a competência Atenção à Saúde e 20,6% reconhecem-se pouco aptos para a competência da Gestão. Nenhuma competência <br />ultrapassou 2% de discentes que se consideram não aptos para o exercício da mesma. <strong>Conclusões:</strong> Tais elementos podem contribuir para definição de políticas e programas de <br />fortalecimento das políticas educacionais voltadas para o sistema de saúde vigente, contribuindo assim para a conformação de um perfil profissional condizente com as demandas sociais.</p> <p> </p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/5 AVALIAÇÃO BIBLIOMÉTRICA DA PRODUÇÃO CIENTIFÍCA SOBRE SAÚDE BUCAL NO CONTEXTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 2022-06-22T10:45:08+00:00 Fabricio Eneas Diniz de Figueiredo fabricioeneas@hotmail.com Francilene Amaral da Silva farmsilva@hotmail.com Jouber Mateus dos Santos Aciole jouber_aciole@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Avaliar quantitativamente e descritivamente a produção bibliográfica da Odontologia no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). <strong>Método:</strong> Realizou-se uma busca na base de dados Scopus por artigos científicos que continham em seus títulos, resumos e <br />palavras-chave termos relacionados ao SUS. Foram selecionados artigos originais e revisões de literatura (simples ou sistemáticas), publicados a partir de 1989, sem restrição quanto a língua de publicação ou país de origem. <strong>Resultados:</strong> Aproximadamente 900 artigos foram identificados. Após avaliação dos títulos, resumos e palavras-chave, 90 artigos foram incluídos neste estudo, sendo 80 artigos originais e 10 revisões narrativas ou críticas. O período de publicação foi de 2008 a 2021. A média de tempo de publicação destes estudos é de 5,4 anos. Combinados, eles apresentam um total de 412 citações, sendo a média de citação por documento de 4,78 e a média anual de citações de 0,68. Os artigos selecionados foram publicados em 20 periódicos diferentes, sendo 15 internacionais e 5 nacionais. Os artigos selecionados apresentaram 351 autores (média de 3.86 autores por artigo). A análise de palavras-chave demonstrou que cárie dental e câncer de boca foram os temas mais abordados. Considerando temas gerais da saúde pública, os mais abordados foram administração e o acesso aos serviços de saúde odontológicos na Atenção Primária à Saúde. <br /><strong>Conclusão:</strong> Há uma carência de estudos sobre políticas públicas, intervenção e planejamento em Odontologia para melhor embasar as ações de saúde bucal no âmbito do Sistema Único de Saúde.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/8 PROGRAMA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE TRAUMAS FACIAIS CAUSADOS POR ACIDENTES MOTOCICLÍSTICOS NA CIDADE DE LAGARTO-SE 2022-06-26T10:43:31+00:00 Gilberth Tadeu Dos Santos Aciole gilberthaciole@hotmail.com Jouber Mateus dos Santos Aciole jouber_aciole@hotmail.com Layana Fontes de Brito Rodrigues layanarodrigues@hotmail.com Fabricio Eneas Diniz de Figueiredo fabricioeneas@hotmail.com Rayssa Even Matos de Souza gilberthaciole@hotmail.com Ana Carla Ferreira Guedes da Cruz acarlaguedes@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Implantar um programa de conscientização sobre traumas faciais causados por acidentes motociclísticos no território de Lagarto-SE. <strong>Método:</strong> Trata-se de um projeto de <br />intervenção que, através da educação em saúde por meio de atividades educativas, tem como objetiva a prevenção dos acidentes motociclísticos, e consequentemente, a redução do <br />número de traumas faciais. O programa de prevenção terá uma duração de seis meses. <strong>Conclusão:</strong> Após a realização do programa de prevenção, em um segundo momento, será <br />realizado um levantamento que corresponderá ao ano de 2021, para verificar se houve uma diminuição do número de acidentes motociclísticos com traumas dos ossos faciais comparados ao ano anterior, o qual já está catalogado.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/34 Carta ao Leitor 2022-11-10T14:33:21+00:00 Mércia Simone Feitosa de Souza sheilla.funesa@gmail.com <p>A Revista Sergipana de Saúde Pública (RSSP) é o primeiro exemplar publicado pela ESP/SE e Fundação Estadual de Saúde (FUNESA). É a concretização de um projeto de longo tempo. Esse periódico é um marco de importância singular para a Secretaria de Estado da Saúde, para Fundação Estadual de Saúde e, principalmente, para o SUS Sergipe em face à sua relevância para o panorama educacional e científico do Estado.&nbsp;<br>As revistas científicas de Saúde Pública são imprescindíveis para divulgação e aquisição de conhecimentos, difusão da ciência e qualificação de docentes e acadêmicos comprometidos com a saúde nos vários aspectos. <br>Como enfermeira sanitarista, defensora do SUS, gestora da rede estadual da saúde, que aproximou a academia da gestão estadual, ser copartícipe dessa publicação deixa-me imensamente feliz. E em cada matéria publicada, o leitor conhecerá a grandeza do SUS, sua importância na vida do cidadão e sentirá a emoção desse produto genuinamente sergipano.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es) https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/10 Carta aos Editores 2022-06-28T12:26:27+00:00 Haroldo Jorge de Carvalho Pontes haroldo.pontes@conass.org.br <p>Participar do lançamento de uma revista científica é sempre uma honra. Participar do lançamento de uma revista científica em um momento tão complexo, com movimentos negacionistas e mentiras evidentes, é uma responsabilidade. Vivemos momentos difíceis, em que a verdade e a mentira estão em disputa e, muitas vezes, são encobertas por densas nuvens. Por isso, a responsabilidade de participar e contribuir para um trabalho que tem por objetivo esclarecer, demonstrar, polemizar, lidar com os fatos como eles são, sem tergiversar. E uma revista que tem o Sistema Único de Saúde (SUS) como tema é, além de tudo isso, uma alegria. O SUS ainda é a maior política pública do nosso país, solidário e includente, e tem demonstrado sua força e sua resiliência ao longo dos anos. O papel que desenvolveu no enfrentamento à pandemia recente é o exemplo mais próximo, mas não é o único. Tem cumprido a sua função ao longo destes mais de trinta anos, ao mesmo tempo que tem enfrentado adversários que defendem interesses individuais, e não os coletivos.</p> <p>A iniciativa de criar e fazer florescer uma Revista Sergipana de Saúde Pública merece, portanto, destaque em qualquer momento, ainda mais nos tempos atuais. Acreditar e investir na ciência, na responsabilidade de informar com isenção e compromisso exige, na atualidade, por incrível que pareça, coragem. Tempos em que a mentira tende a, por repetição e mil disfarces, ganhar ares de verdades.</p> 2022-11-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Autor(es)