ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SERGIPE: O OLHAR DE MÉDICOS CUBANOS E BRASILEIROS DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS

ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SERGIPE: O OLHAR DE MÉDICOS CUBANOS E BRASILEIROS DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Autores

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Estratégia Saúde da Família, Avaliação de Serviços de Saúde, PCATool

Resumo

Objetivo: Avaliar, através da perspectiva dos profissionais do programa mais médicos (PMM), a Atenção Primária à Saúde (APS), baseado nos atributos essenciais e derivados identificando diferenças nas avaliações de médicos brasileiros e médicos cubanos. Métodos: Trata-se de um estudo transversal utilizando o Instrumento de Avaliação da Atenção Primária (PrimaryCare Assessment Tool - PCATool) para profissionais da saúde com os médicos do Programa Mais Médicos (PMM) lotados no estado de Sergipe no período de 1° de dezembro de 2017 a 31 de janeiro de 2018. Os médicos foram subdivididos em 2 grupos: médicos brasileiros do PMM (PMM Brasil) e médicos cubanos do PMM (PMM Cuba). Resultados: Foram respondidos 182 questionários, sendo 87 PMM Brasil e 95 PMM Cuba. A média dos escores geral e essencial foram respectivamente 7,72 e 7,37. O atributo acessibilidade foi o que obteve pior avaliação (4,8), tanto entre PMM Brasil e PMM Cuba. O atributo com melhor avaliação em ambos os grupos foi a orientação familiar (9,11). Os médicos de equipes que participaram do Programa Nacional da Melhoria e do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) apontaram proporcionalmente maior escore geral considerado alto, assim como nos atributos de integralidade (serviços disponíveis) e orientação comunitária.  Conclusões: O estudo identifica que apesar das diferenças na avaliação entre PMMBrasil e PMMCuba, os dois grupos demonstram uma orientação para os atributos da APS, com grande fragilidade quanto a acessibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Aurélio de Oliveira Góes , Universidade Federal de Sergipe

Professor do Magistério Superior do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe. Doutor em Ciências da Saúde.

Victor Vilhena Barroso , Universidade Federal de Sergipe

Professor do Magistério Superior do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe. 

João Batista Cavalcante Filho, Universidade Federal de Sergipe

Professor do Magistério Superior do curso de Medicina da Univeresidade Federal de Sergipe

Felipe Rosa dos Santos Lima, Universidade Federal de Sergipe

Discente do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe do campus de Lagarto. 

Larissa Noleto Isidoro , Universidade Federal de Sergipe

Discente do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe do campus de Lagarto.

Publicado

2023-06-21

Como Citar

JUSTO, Cátia Maria; DE OLIVEIRA GÓES , Marco Aurélio; VILHENA BARROSO , Victor; BATISTA CAVALCANTE FILHO, João; ROSA DOS SANTOS LIMA, Felipe; NOLETO ISIDORO , Larissa. ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SERGIPE: O OLHAR DE MÉDICOS CUBANOS E BRASILEIROS DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS: ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SERGIPE: O OLHAR DE MÉDICOS CUBANOS E BRASILEIROS DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS. Revista Sergipana de Saúde Pública, [S. l.], v. 2, n. 01, 2023. Disponível em: https://revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/30. Acesso em: 29 fev. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)